29.2.08

 

Trilha do Dia
Soundtrack of the Day
III. Adagio
Bela Bartok



 

Subindo para a América
Climbing into America
Ellis Island
Lewis Hine
1905



 

Bailarina em um Barco
Ballerina on a Boat
Lev Atamanov




Curta de animação russo.
***
Russian animation short.

 

Leon Trotsky - 1/3




História.
***
History.

 

Ensine-me Tigre
Dançando com Fogo
Teach me Tiger
Dancing with Fire
April Stevens




 

História do Blues
Blues History
Apache
Jimmy Thackery



 

Poemas 252
Poems 252


Friends Departed

Henry Vaughan

They are all gone into the world of light!
And I alone sit ling'ring here;
Their very memory is fair and bright,
And my sad thoughts doth clear.

It glows and glitters in my cloudy breast,
Like stars upon some gloomy grove,
Or those faint beams in which this hill is drest
After the sun's remove.

I see them walking in an air of glory,
Whose light doth trample on my days:
My days, which are at best but dull and hoary,
Mere glimmering and decays.

O holy Hope! and high Humility,
High as the heavens above!
These are your walks, and you have show'd them me,
To kindle my cold love.

Dear, beauteous Death! the jewel of the Just,
Shining nowhere, but in the dark;
What mysteries do lie beyond thy dust,
Could man outlook that mark!

He that hath found some fledg'd bird's nest may know,
At first sight, if the bird be flown;
But what fair well or grove he sings in now,
That is to him unknown.

And yet as Angels in some brighter dreams
Call to the soul, when man doth sleep:
So some strange thoughts transcend our wonted themes,
And into glory peep.

If a star were confin'd into a tomb,
Her captive flames must needs burn there;
But when the hand that lock'd her up gives room,
She'll shine through all the sphere.

O Father of eternal life, and all
Created glories under Thee!
Resume Thy spirit from this world of thrall
Into true liberty.

Either disperse these mists, which blot and fill
My perspective still as they pass:
Or else remove me hence unto that hill,
Where I shall need no glass.


28.2.08

 

Trilha do Dia
Soundtrack of the Day
Concerto in B Flat Op. 11 No. 2
Carl Friedrich Abel
1774



 

Nova York, NY
New York, NY
Franz Kline
1953



 

O Assassinato de
Inejiro Asanuma
The Assassination of
Inejiro Asanuma
1960




Em japonês, sem legendas; mas não é importante.
***
In Japanese, no subtitles; but it's not important.

 

Masochism Tango
Tom Lehrer




I ache for the touch of your lips, dear,
But much more for the touch of your whips, dear.
You can raise welts
Like nobody else,
As we dance to the masochism tango.

Say our love be a flame, not an ember,
Say its me that you want to dismember.
Blacken my eye,
Set fire to my tie,
As we dance to the masochism tango.

At your command
Before you here I stand,
My heart is in my hand. ecch!Its here that I must be.
My heart entreats,
Just hear those savage beats,
And go put on your cleats
And come and trample me.
Your heart is hard as stone or mahogany,
Thats why I'm in such exquisite agony.

My soul is on fire,
It's aflame with desire,
Which is why I perspire
When we tango.

You caught my nose
In your left castanet, love,
I can feel the pain yet, love,
Evry time I hear drums.
And I envy the rose
That you held in your teeth, love,
With the thorns underneath, love,
Sticking into your gums.

Your eyes cast a spell that bewitches.
The last time I needed twenty stitches
To sew up the gash
That you made with your lash,
As we danced to the masochism tango.

Bash in my brain,
And make me scream with pain,
Then kick me once again,
And say we'll never part.
I know too well
I'm underneath your spell,
So, darling, if you smell
Something burning, its my heart.
Excuse me!

Take your cigarette from its holder,
And burn your initials in my shoulder.
Fracture my spine,
And swear that you're mine,
As we dance to the masochism tango.

 

Masters of Photography
Richard Avedon




Slide show.

 

História do Blues
Blues History
Blues for T Bone Walker
Ronnie Earl



 

Poemas 251
Poems 251


Huis Clos

Antonio Cicero

Da vida não se sai pela porta:
só pela janela. Não se sai
bem de paixões jogatinas drogas.
E é porque sabemos disso e não
por temer viver depois da morte
em plagas de Dante, Goya ou Bosh
(essas, doce príncipe, cá estão)
que tão raramente nos matamos
a tempo: por não considerarmos
as saídas disponíveis dignas
de nós, que, em meio a fezes e urina
sangue e dor, nascemos para lendas
mares amores mortes serenas.

27.2.08

 

Trilha do Dia
Soundtrack of the Day
El Albaicin
Isaac Albeniz



 

René Magritte
Lothar Wolleh
1967



 

George W. & Condi




Problemas de comunicação.
Em inglês com legendas.
***
Communication problems.
In English with subtitles.



 

Sisyphus
Marcell Jankovics




Curta de animação de 1974.
***
1974 animation short.

 

Dança Apache
Estilo parisiense
Apache dance
Parisian style




 

História do Blues
Blues History
Saddle Up My Pony
John Campbell



 

Poemas 250
Poems 250


África
Juan Manuel Serrat

Mi nombre es África...
Mi nombre es África…
la que en un tiempo al Edén
hizo enloquecer de celos
y hoy me consumen los cuatro jinetes lúgubres
el hambre, la guerra,
la peste y las bestias
que vomitan fuego.
Mi nombre es África…
África en carne viva
África chador rasgado
África pervertida
África reloj parado
Mi nombre es África.
Mi nombre es África...
Mi nombre es África…
Me miras y no me ves,
o acaso verme no quieres;
o tal vez donde estés no se escuchen las súplicas
de mis pobres hijos
que, igual que los tuyos,
parieron mujeres
Mi nombre es África…
África manos vacías
África ojos grandes
África barriga hinchada
África piernas de alambre
Mi nombre es África.
Mi nombre es África...
Mi nombre es África
vagando en un mundo que
ni me suelta ni me toma;
descargando en los muelles sur del Támesis,
vendimiando el Duero,
barriendo París,
construyendo Roma.
Mi nombre es África…
África pena que canta
África prisionera
África que se desangra
y peregrina en patera.
Mi nombre es África…
África muñeca rota
África clandestina
África, a la que le brotan
flores de las espinas.
Mi nombre es Africa…
África… África… África…

26.2.08

 

Trilha do Dia
Soundtrack of the Day
Non, Je Ne Regrette Rien
Edith Piaf




Non, Je Ne Regrette Rien
Non, Rien De Rien, Non, Je Ne Regrette Rien
Ni Le Bien Qu'on M'a Fait,
Ni Le Mal
Tout Ca M'est Bien Egal
Non, Rien De Rien, Non, Je Ne Regrette Rien
C'est Paye, Balaye, Oublie,
Je Me Fous Du Passe

Avec Mes Souvenirs J'ai Allume Le Feu
Mes Shagrins, Mes Plaisirs,
Je N'ai Plus Besoin D'eux
Balaye Les Amours Avec Leurs Tremolos
Balaye Pour Toujours
Je Reparas A Zero

Non, Rien De Rien, Non, Je Ne Regrette Rien
Ni Le Bien Qu'on M'a Fait, Ni Le Mal
Tout Ca M'est Bien Egal
Non, Rien De Rien, Non, Je Ne Regrette Rien
Car Ma Vie, Car Me Joies
Aujourd'hui Ca Commence Avec Toi

 

Auto-Retrato
Self-Portrait
Thomas Eakins
1902



 

Sarkozy




Troca de insultos entre um agricultor e o presidente francês.
Com legendas em francês.
***
Exchange of insults between a farmer and the French president.
With French subtitles.

 

You've Got Mail




Trailer reeditado como filme de suspense.
***
Preview recut as a thriller.

 

Pop Goes The Weasel
Alon Chitayat




Curta israelense com legendas em inglês.
***
Israeli short with English subtitles.

 

História do Blues
Blues History
Stranger's Eyes
Tom Principato



 

Poemas 249
Poems 249


On Pain

Khalil Gibran

Your pain is the breaking of the shell that encloses
your understanding.

Even as the stone of the fruit must break, that its
heart may stand in the sun, so must you know pain.

And could you keep your heart in wonder at the
daily miracles of your life, your pain would not seem
less wondrous than your joy;

And you would accept the seasons of your heart,
even as you have always accepted the seasons that
pass over your fields.

And you would watch with serenity through the
winters of your grief.

Much of your pain is self-chosen.

It is the bitter potion by which the physician within
you heals your sick self.

Therefore trust the physician, and drink his remedy
in silence and tranquillity:

For his hand, though heavy and hard, is guided by
the tender hand of the Unseen,

And the cup he brings, though it burn your lips, has
been fashioned of the clay which the Potter has
moistened with His own sacred tears.

25.2.08

 

Trilha do Dia
Soundtrack of the Day
Violinkonzert No. 3
Anne-Sophie Mutter & Karajan



 

Edith & Ruth
Emmet Gowin
1966



 

Lifted
Pixar



 

Persepolis, Iran




Documentário sobre as ruínas da cidade de Persépolis no Iran.
Em inglês, sem legendas.
***
Documentary film about the city of Persepolis in Iran.
In English, no subtitles.

 

Persepolis
Marjane Satrapi & Vincent Paronnaud




Trailer do filme de animação ganhador do Oscar.
Em francês com legendas em inglês.
***
Preview of the Oscar winning animation film.
In French with English subtitles.

 

História do Blues
Blues History
Still Got The Blues
Gary Moore




Ao vivo.
***
Live.

 

Poemas 248
Poems 248


3 de Maio

Oswald de Andrade

Aprendi com meu filho de dez anos
que a poesia é a descoberta
das coisas que eu nunca vi

23.2.08

 

Adolfo Lois Ignácius
Lhutler da Silva

Chimpanzé Films






Só uma brincadeira, mas é bem feita...
***
Just a joke, but it's well done...

 

Trilha do Dia
Soundtrack of the Day
Valzer Dei Fiori
Tchaikowsky



 

Telhados Vermelhos
Red Roofs
Camille Pissarro
1877



 

Sing V'af Hu
Yanky Lemmer & Benzion Miller




Música judaica por dois famosos cantors.
Belíssimo.
***
Jewish music by two famous cantors.
Extremely beautiful.

 

Mater and The Ghostlight
Pixar



 

A Harmonia
The Harmony
Savage Haggis




Teaser do curta canadense "Harmony".
***
Teaser for the Canadian short "Harmony".

 

História do Blues
Blues History
I Don’t Play
Robben Ford




 

Poemas 247
Poems 247


Qué sería de mí
Juan Manuel Serrat


Qué sería del día
si el sol no amaneciese.
Qué sería del trece
sin el uno y el tres.
Qué sería del perro
sin gatos y sin pulgas;
de la flor sin estiércol,
del agua sin la sed,
del pájaro sin aire,
del martillo sin clavo,
del amo sin esclavo;
del hoy sin el ayer,
del caballero andante
sin gigantes de viento,
sin dama y sin entuertos
que desfacer.
Qué sería de mí sin ti.
De mi trompo sin tu cordel.
De mi boca sin tu piel.
Qué sería de mí, qué sería de mí...
Qué sería del ángel
si no tentase el diablo,
de la fe sin milagro,
del milagro sin fe,
de la bici sin ruedas,
del cuchillo sin filo,
del títere sin hilos,
del zapato sin pie,
de las olas sin mares,
del verano sin siesta,
del gallo sin su cresta
y su quiquiriquí,
de las nubes sin cielos,
del pan sin fantasía.
Yo no sé qué sería
de mí sin ti.

22.2.08

 

Trilha do Dia
Soundtrack of the Day
Scottish Folk Tune
Beethoven



 

Homem Caído
Paris, França
Fallen Man
Paris, France
Joel Meyerowitz
1967



 

Jack Jack Attack,
I Put A Spell On You
Pixar




Em inglês impossível de entender. Trilha musical por cima.
***
In an impossible to understand English. Soundtrack on top.

 

Teleco Teco
Ed Lincoln




Com Arakem Peixoto - 1931-2008 - no trompete.
Apenas o som, sem vídeo.
***
With Arakem Peixoto - 1931 - 2008 in the trumpet.
Just the music, no video.

 

O Piano
The Piano
Aidan Gibbons




Curta de animação.
***
Animation short.

 

História do Blues
Blues History
Dangerous Mood
Keb' Mo'



 

Poemas 246
Poems 246


When I Heard the Learned Astronomer
Walt Whitman

When I heard the learn'd astronomer,
When the proofs, the figures, were ranged in columns before me,
When I was shown the charts and diagrams, to add, divide,
and measure them,
When I sitting heard the astronomer where he lectured with
much applause in the lecture-room,
How soon unaccountable I became tired and sick,
Till rising and gliding out I wander'd off by myself,
In the mystical moist night-air, and from time to time,
Look'd up in perfect silence at the stars.

21.2.08

 

Trilha do Dia
Soundtrack of the Day
Die Lotosblume
Schumann



 

O Colt Fiel
The Faithful Colt
William Harnett
1890



 

Oh Canada
Jay Neander




Um curta de comédia canadense no estilo de Naked Gun.
Em inglês, sem legendas.
***
A canadian comedy short on the the style of Naked Gun.
In English, no subtitles.

 

Boundin' but Ain't Misbehavin'
Pixar



 

Out of Sync
Jan Werthwein




Curta em inglês com legendas.
***
Short in English with subtitles.

 

História do Blues
Blues History
In My Father's House
Eric Bibb



 

Poemas 245
Poems 245


A Noite Dissolve os Homens
Carlos Drummond de Andrade

A noite desceu. Que noite!
Já não enxergo meus irmãos.
E nem tão pouco os rumores que outrora me perturbavam.

A noite desceu. Nas casas, nas ruas onde se combate,
nos campos desfalecidos, a noite espalhou o medo e a total incompreensão.
A noite caiu. Tremenda, sem esperança...
Os suspiros acusam a presença negra que paralisa os guerreiros.

E o amor não abre caminho na noite.
A noite é mortal, completa, sem reticências,
a noite dissolve os homens, diz que é inútil sofrer,
a noite dissolve as pátrias, apagou os almirantes cintilantes! nas suas fardas.

A noite anoiteceu tudo... O mundo não tem remédio...
Os suicidas tinham razão.

Aurora, entretanto eu te diviso,
ainda tímida, inexperiente das luzes que vais ascender
e dos bens que repartirás com todos os homens.

Sob o úmido véu de raivas, queixas e humilhações, adivinho-te que sobes,
vapor róseo, expulsando a treva noturna.

O triste mundo fascista se decompõe ao contato de teus dedos,
teus dedos frios, que ainda se não modelaram mas que avançam na escuridão
como um sinal verde e peremptório.

Minha fadiga encontrará em ti o seu termo,
minha carne estremece na certeza de tua vinda.

O suor é um óleo suave, as mãos dos sobreviventes se enlaçam,
os corpos hirtos adquirem uma fluidez, uma inocência, um perdão simples
e macio...

Havemos de amanhecer.
O mundo se tinge com as tintas da antemanhã
e o sangue que escorre é doce, de tão necessário para colorir tuas pálidas
faces, aurora.

20.2.08

 

Trilha do Dia
Soundtrack of the Day
Mephisto Waltz No. 1
Liszt



 

Winston Churchill
Yousuf Karsh
1941



 

A Deusa da Primavera
The Goddess of Spring
Disney




Estudo de 1934 para a produção Branca de Neve de 1937.
***
1934 study for the production of Snow White in 1937.

 

Mike's New Car
Pixar




Trailer em espanhol, com legendas em espanhol.
***
Preview in Spanish, with Spanish subtitles.

 

Kigeki
Edward C. Simmel




Curta de anime ambientado durante a guerra pela independência da Irlanda.
Em japonês com legendas em inglês.
***
Anime short set during the war for the independence of Ireland.
In Japanese with EDnglish subtitles.

 

História do Blues
Blues History
Extra Jimmies
Jimmie Vaughan & R. Cray



 

Poemas 244
Poems 244


Así En La Guerra Como En Los Celos

Juan Manuel Serrat

Así en la guerra como en los celos
sangre, sudor y lágrimas quedan
al paso de los heraldos negros
que nublan la verdad y envenenan.
Rumbos perdidos a flor de tango.
Cuentas pendientes, rencores viejos.
Con viento, polvo; con lluvia, fango.
Así en la guerra como en los celos.
Un azote en el alma que te empuja a correr.
Un eclipse total de la razón.
Una venda en los ojos que no te deja ver.
Una mortaja negra en el corazón.
Así en la guerra como en los celos.
De los infiernos, fuego y ceniza.
A las tinieblas, ceniza y fuego.
Caricias vueltas papel de lija.
Así en la guerra como en los celos.
Exilio del que jamás se vuelve.
Cizaña que deja el vergel yermo.
A hierro mata y a hierro muere.
Así en la guerra como en los celos.
Un azote en el alma que te empuja a correr.
Un eclipse total de la razón.
Una venda en los ojos que no te deja ver.
Una mortaja negra en el corazón.
Así en la guerra como en los celos.

19.2.08

 

Trilha do Dia
Soundtrack of the Day
The Ride of the Valkyries
Richard Wagner



 

Riesengebirge
Caspar David Friedrich
1835



 

The Robe
Henry Koster




Trailer do filme lançado em 1953 com Richard Burton e Jean Simmons.
Em inglês, sem legendas.
***
Preview of the film launched 1953 with Richard Burton and Jean Simmons.
In English, no subtitles.

 


Banda de Um Só Homem
One Man Band
Pixar



 

A Janela Aberta
The Open Window
Philippe Barcinsky




Curta brasileiro.
Em português, sem legendas.
***
Brazilian short.
In Portuguese, no subtitles.

 

História do Blues
Blues History
Uberesso
Sonny Landreth



 

Poemas 243
Poems 243


A Love Song
William Carlos Williams

What have I to say to you
When we shall meet?
Yet—
I lie here thinking of you.

The stain of love
Is upon the world.
Yellow, yellow, yellow,
It eats into the leaves,
Smears with saffron
The horned branches that lean
Heavily
Against a smooth purple sky.

There is no light—
Only a honey-thick stain
That drips from leaf to leaf
And limb to limb
Spoiling the colours
Of the whole world.

I am alone.
The weight of love
Has buoyed me up
Till my head
Knocks against the sky.

See me!
My hair is dripping with nectar—
Starlings carry it
On their black wings.
See, at last
My arms and my hands
Are lying idle.

How can I tell
If I shall ever love you again
As I do now?

17.2.08

 

Trilha do Dia
Soundtrack of the Day
Benedictus
Haydn



 

Reflexo, Nova York
(Delancey Street)
Reflection, New York
(Delancey Street)
Lisette Model
1940-1950



 

Them!
Gordon Douglas




Trailer do filme de ficção-científica lançado em 1954.
Em inglês, sem legendas.
***
Preview of the sci-fi film launched in 1954.
In English, no subtitles.

 

Red's Dream: African Trilogy




Curta de animação da Pixar.
***
A Pixar animation short.

 

Haka Dance
All Blacks




Dança aborígene neo-zelandeza usada pelo time de rugbi All Blacks.
Narração em italiano sem legendas.
***
New-Zealand aborigine dance used by the rugby team All Blacks.
Broadcasted in Italian without subtitles.

 

História do Blues
Blues History
Dust My Broom
Walter Trout



 

Poemas 242
Poems 242


Na Boca

Manuel Bandeira

Sempre tristíssimas estas cantigas de carnaval
Paixão
Ciúme
Dor daquilo que não se pode dizer

Felizmente existe o álcool na vida
e nos três dias de carnaval éter de lança-perfume
Quem me dera ser como o rapaz desvairado!
O ano passado ele parava diante das mulheres bonitas
e gritava pedindo o esguicho de cloretilo:
- Na boca! Na boca!
Umas davam-lhe as costas com repugnância
outras porém faziam-lhe a vontade.

Ainda existem mulheres bastante puras para fazer vontade aos viciados

Dorinha meu amor...
Se ela fosse bastante pura eu iria agora gritar-lhe como o outro:
- Na boca! Na boca!

16.2.08

 

Trilha do Dia
Soundtrack of the Day
Voi Che Sapete
W. A. Mozart
Wiener Philharmoniker
Herbert Von Karajan



 

Grand Hotel Semiramis
Joseph Cornell
1950



 

The Lion King




Trailer reeditado como filme de horror.
***
Preview recut as a horror film.

 

Meshes of the Afternoon - 1
Maya Deren




Curta americano de 1943.
***
1943 American short.

 

Meshes of the Afternoon - 2
Maya Deren




Curta americano de 1943.
***
1943 American short.



 

História do Blues
Blues History
Il Était Une Fois La Route
Paul Personne



 

Poemas 241
Poems 241


Señor De La Noche

Juan Manuel Serrat

Señor de la noche
rey de los forajidos,
llévame a los jardines
de la dulce serpiente
y los sueños cumplidos.
Señor de la noche,
dios de la barra,
ángel del sí,
sota de copas,
flor del pecado:
reza por mí.
Reza por mí.
Reza por mí.
Reza por mí.
Haz que vuelva su rostro
quien no quiso mirarme.
Que sus ojos me busquen
sostenidos y azules
por detrás de la barra.
Que pregunte mi nombre
y se acerque despacio
a pedirme tabaco.
Señor de la noche,
dios de la barra,
ángel del sí,
sota de copas,
flor del pecado:
reza por mí.
Reza por mí.
Reza por mí.
Reza por mí.
Reza por mí.


15.2.08

 

Flashes Cotidianos
Sergio Pinheiro Lopes


Minialetos

Sempre fui irresistivelmente atraído pelas palavras bem urdidas, e pelas diversas formas que seu encadeamento pode tomar dentro de uma mesma língua. Mais, dentro de uma mesma cidade, e digo, até dentro de um mesmo espaço físico.
São como dialetos para mim. Minialetos talvez fosse um bom nome.
Vou começar com um exemplo.
Peguemos a frase:
“Os homens não entendem as mulheres”.
Para uma pessoa de pouca instrução, em um boteco, digamos, poderia ser expressa como um suposto dito nordestino:
“Nem o diabo entende mulher, se entendesse não teria chifre”.
Para uma pessoa de instrução média, em um barzinho da Vila Madalena, vá lá, poderia ser dita como um clichê:
“Os homens são PC e as mulheres são Mac.”, parodiando o título de um famoso livro sobre o assunto.
Já para uma pessoa de nível universitário, freqüentador da Casa do Saber, poderia ser assim:
“Homens e mulheres, devido a diferenças que vão desde a anatomia até a genética, desde os meios culturais em que foram criados até o papel social designado a cada um por séculos de costumes, podem ter diferenças que, em alguns assuntos, os tornam incompreensíveis uns para outros.”
Há um inegável machismo na primeira frase, uma inversão na segunda (para aqueles que sabem que Mac é melhor que PC, naturalmente), e uma terceira frase em cima do muro. Tucanês, diria o José Simão. Mas o machismo visível na primeira frase pode ser visto mais como uma forma de humor cru; a inversão da segunda como politicamente correta e a terceira, bem a terceira não cheira nem fede, é claro, além de ser a mais longa das três.
Mas são apenas exemplos do que chamei de minialetos.
Com alguma atenção e treino é possível apreender, até com alguma facilidade, a se expressar em cada um deles por conversas inteiras. É como aprender outra língua, só que muito mais fácil.
A vantagem deste aprendizado é a melhora da comunicação com as pessoas independente de sua origem, instrução ou condição social.
Afora que é uma delícia para quem gosta de palavras como eu.
Mas, em cidades grandes como São Paulo ou Rio, além dessas variáveis educacionais e socioeconômicas, existem também as variáveis de cultura local. Palavras que são de uso corrente em um bairro e praticamente desconhecidas em outro, ou então familiares para uma ‘tribo’ e com sentido totalmente diverso em outra.
Vejam bem, não estou nem falando de jargões profissionais, que também estas linguagens podem ser incompreensíveis para pessoas de fora do ramo específico de atuação a que se referem.
Estou falando de linguagens pedestres, cotidianas.
De certa forma, o talento para falar de modos diferentes já está embutido em todos nós.
Por exemplo, sabemos perfeitamente quando usar ou não palavrões, quando é para sermos mais ou menos formais; sabemos que o não permitido à mesa é perfeitamente aceitável em uma roda de amigos, e por aí vai.
Então me parece que é apenas uma questão de tornar essa habilidade natural da cultura – pois que perpassa todos os segmentos sociais e econômicos – mais abrangente e inclusiva, até para melhor curtir a cidade e seus diversos sabores lingüísticos e culturais.
Menas..., dirão alguns.
Mas por que não, catsu?..., digo eu.

 

Trilha do Dia
Soundtrack of the Day
A Hard Rain is Gonna Fall
Bob Dylan



 

Chez "Suzy"
Brassai (Gyula Halasz)
1933



 

A Date With Your Family
Edward C. Simmel




Paródia de filme educacional americano.
Em inglês, sem legendas.
***
Spoof of an American educational film.
In English, no subtitles.

 

Taxi Driver




Trailer do filme reeditado como comédia romântica.
***
Preview of the film recut as a romantic comedy.

 

7.35 De La Mañana
Nacho Vigalondo




Curta espanhol, sem legendas.
***
Spanish short, no subtitles.

 

História do Blues
Blues History
Hoochie Coochie Man
Paul Personne & Patrick Verbeke



 

Poemas 240
Poems 240


In Vain
Jack Kerouac

The stars in the sky
In vain
The tragedy of Hamlet
In vain
The key in the lock
In vain
The sleeping mother
In vain
The lamp in the corner
In vain
The lamp in the corner unlit
In vain
Abraham Lincoln
In vain
The Aztec empire
In vain
The writing hand: in vain
(The shoetrees in the shoes
In vain
The windowshade string upon
the hand bible
In vain—
The glitter of the greenglass
ashtray
In vain
The bear in the woods
In vain
The Life of Buddha
In vain)

13.2.08

 

Trilha do Dia
Soundtrack of the Day
Queen of the Night
Maria Callas



 

Alegoria de Sabedoria e Força
Allegory of Wisdom and Strength
Paolo Veronese
1580



 

La Cena Segun
Jan Svankmajer




Curta metragem tcheco, sem legendas.
***
Czech short film, no subtitles.

 

Seinfeld




Seinfeld reeditado como filme de terror.
Em inglês, sem legendas
***
Seinfeld recut as a terror film.
In English, no subtitles.

 

O Assassino
The Killer
Casper




Curta em francês com legendas em inglês.
***
French short with English subtitles.



 

História do Blues
Blues History
I Can't Make You Love Me
Bonnie Raitt



 

Poemas 239
Poems 239


Buquê

Antonio Cícero

para Sérgio Luz

Ó Sérgio, Sérgio, somos ainda
crianças. Nossas almas são novas.
Não chegamos a adquirir antigas
ciências. Dizem que o que destroça
de tempos em tempos nossas crenças
são catástrofes, que nos impedem
de amadurecer. Mas qauem se lembra
mesmo ou se importa se, ao que parece,
o que nasceu merece morrer?
Desprezar a morte, amar o doce,
o justo, o belo e o saber>: esse é
o buquê. Ontem nasceu o mundo.
Amanhã talvez pereça. Hoje
viva o esquecimento e morra o luto.

12.2.08

 

Trilha do Dia
Soundtrack of the Day
Fire of Eternal Glory
Shostakovich



 

Madrid,
Novembre-Décembre 1936
Robert Capa



 

Velhos Clipes de Leon Trotsky
Old Clips of Leon Trotsky




História da Revolução Russa de 1917.
***
History of the Russioan Revolution of 1917.



 

O Ponto e a Linha
The Dot and the Line
Chuck Jones




Curta de animação.
Em inglês, sem legendas.
***
Animation short.
In English, no subtitles.



 

Johnny Guitar
Nicholas Ray




Cena final do filme lançado em 1954.
***
Final scene of the film released in 1954.

 

História do Blues
Blues History
Gee I Wish
Duke Robillard



 

Poemas 238
Poems 238


Hagamos un Trato

Mario Benedetti

Cuando sientas tu herida sangrar

cuando sientas tu voz sollozar
cuenta conmigo.

(de una canción de Carlos Puebla)

Compañera,

usted sabe
que puede contar conmigo,
no hasta dos ni hasta diez
sino contar conmigo.

Si algunas veces
advierte
que la miro a los ojos,
y una veta de amor
reconoce en los míos,
no alerte sus fusiles
ni piense que deliro;
a pesar de la veta,
o tal vez porque existe,
usted puede contar
conmigo.

Si otras veces
me encuentra
huraño sin motivo,
no piense que es flojera
igual puede contar conmigo.

Pero hagamos un trato:
yo quisiera contar con usted,
es tan lindo
saber que usted existe,
uno se siente vivo;
y cuando digo esto
quiero decir contar
aunque sea hasta dos,
aunque sea hasta cinco.

No ya para que acuda
presurosa en mi auxilio,
sino para saber
a ciencia cierta
que usted sabe que puede
contar conmigo.


11.2.08

 

Trilha do Dia
Soundtrack of the Day
Polovetsian Dances
Leonard Bernstein



 

Mr. and Mrs. Edmund Pillsbury
Philip Pearlstein
1973



 

Mary Poppins
Cris Rule




Trailer reeditado como filme de terror.
***
Preview recut as a horror film.

 

Lenin Chega na Estação Finlândia
Lenin Arrives at Finland Station
Sergey Eisenstein




Com títulos em inglês.
***
With English letterings.



 

Um Rato A Menos
One Rat Short
Alex Weil




Curta de animação.
***
Animation short.

 

História do Blues
Blues History
Crossroads
Calvin Russell



 

Poemas 237
Poems 237


Some Days
Billy Collins

Some days I put the people in their places at the table,
bend their legs at the knees,
if they come with that feature,
and fix them into the tiny wooden chairs.

All afternoon they face one another,
the man in the brown suit,
the woman in the blue dress,
perfectly motionless, perfectly behaved.

But other days, I am the one
who is lifted up by the ribs,
then lowered into the dining room of a dollhouse
to sit with the others at the long table.

Very funny,
but how would you like it
if you never knew from one day to the next
if you were going to spend it

striding around like a vivid god,
your shoulders in the clouds,
or sitting down there amidst the wallpaper,
staring straight ahead with your little plastic face?

9.2.08

 

Trilha do Dia
Soundtrack of the Day
Concerto Grosso No. 1
Toccatta: Allegro
Alfred Schnittke



 

O Eco
The Echo
Julia Margaret Cameron
1868


 

A Guerra dos Mundos
The War Of The Worlds
Byron Haskin




Trailer do filme original de 1953.
***
Preview of the original 1953 film.

 

Un Chien Andalou (1)
Luis Buñuel




Curta espanhol de 1929 com cenários de Buñuel e Salvador Dalí.
***
1929 Spanish short with scenaries by Buñuel and Salvador Dalí.

 

Un Chien Andalou (2)
Luis Buñuel




Curta espanhol de 1929 com cenários de Buñuel e Salvador Dalí.
***
1929 Spanish short with scenaries by Buñuel and Salvador Dalí.

 

História do Blues
Blues History
Bullfrog Blues
Rory Gallagher



 

Poemas 236
Poems 236


A Escada Por Onde Passa Mario Quintana

Carlos Nejar


Caminhos vão e vêm
nos teus setenta anos
dentro das coisas.
E de longada, vivemos
apesar dos relógios.

Às bordas da manhã
carregas a palavra anêmona,
a rosa dos ventos.

Palavras rechinam
como velhos sapatos.
Outras sobem
do Caos atônito
e pedem
a ressurreição da carne.
O som das tábuas ecoa.

Deus não se move:
está preso
por indócil metáfora
no lombo da criação.

E o poema
toma o freio nos dentes.

8.2.08

 

Frase


"Viver é pastar num vasto prado de ilusões"

(Ivan Lessa, em sua coluna de hoje na BBCBrasil - link à esquerda)

 

Trilha do Dia
Soundtrack of the Day
Simphony No. 35 - IV - Finale
(Presto)
W. A. Mozart



This page is powered by Blogger. Isn't yours?