30.5.08

 

Trilha do Dia
Soundtrack of the Day
An American in Paris
George Gershwin



 

Dançarina
Dancer
Edgar Degas
1880s



 

Dorothy Lamour



 

Room and Board
Randy Cartwright




Curta de animação americano.
***
American animation short.

 

Photography
Victoria Masters



 

História do Jazz
Jazz History
Slow Drag
Donald Byrd




Somente áudio.
***
Audio only.

 

Poemas 322
Poems 322


A Lucidez Perigosa
Clarice Lispector


Estou sentindo uma clareza tão grande
que me anula como pessoa atual e comum:
é uma lucidez vazia, como explicar?
assim como um cálculo matemático perfeito
do qual, no entanto, não se precise.

Estou por assim dizer
vendo claramente o vazio.
E nem entendo aquilo que entendo:
pois estou infinitamente maior que eu mesma,
e não me alcanço.
Além do que:
que faço dessa lucidez?
Sei também que esta minha lucidez
pode-se tornar o inferno humano
- já me aconteceu antes.

Pois sei que
- em termos de nossa diária
e permanente acomodação
resignada à irrealidade
- essa clareza de realidade
é um risco.

Apagai, pois, minha flama, Deus,
porque ela não me serve
para viver os dias.
Ajudai-me a de novo consistir
dos modos possíveis.
Eu consisto,
eu consisto,
amém.


27.5.08

 

Contra-mão


As mulheres estão levando este negócio de independência longe demais. Não contentes com a luta por direitos iguais, e na mesma direção, frise-se, agora deram para andar na contra-mão por vários km. Diz a notícia que a moça Fabíola sofre de um tipo de distúrbio extremo de humor.
Taí, gostei.
Será que ela, às vezes, fica enlouquecida de felicidade, ou este distúrbio não tem contra-mão?

 

Trilha do Dia
Soundtrack of the Day
CSO - Helgoland
Anton Bruckner
Daniel Barenboim



 

As Mulheres Sabinas
The Sabine Women
Jacques-Louis David
1796-1799


Clique na imagem.

Click on the image.

 

Young Man With A Harp
Casper Reardon




Segundo movimento da suíte com Dana Suesse, a autora.
***
Second movement of the suite with Dana Suesse, the author.

 

Mestres da Fotografia
Masters of Photography
Ansel Adams



 

They Shoot Horses, Don't They?
Sydney Pollack
1934-2008




Trailer.
***
Preview.

 

História do Jazz
Jazz History
House Rent Rag
Johnny Dodds &
The Dixieland Jug Blowers



 

Poemas 321
Poems 321


History Of The Night

Jorge Luis Borges

Throughout the course of the generations
men constructed the night.
At first she was blindness;
thorns raking bare feet,
fear of wolves.
We shall never know who forged the word
for the interval of shadow
dividing the two twilights;
we shall never know in what age it came to mean
the starry hours.
Others created the myth.
They made her the mother of the unruffled Fates
that spin our destiny,
they sacrificed black ewes to her, and the cock
who crows his own death.
The Chaldeans assigned to her twelve houses;
to Zeno, infinite words.
She took shape from Latin hexameters
and the terror of Pascal.
Luis de Leon saw in her the homeland
of his stricken soul.
Now we feel her to be inexhaustible
like an ancient wine
and no one can gaze on her without vertigo
and time has charged her with eternity.

And to think that she wouldn't exist
except for those fragile instruments, the eyes.


24.5.08

 

Trilha do Dia
Soundtrack of the Day
Don't Fence Me In
Cole Porter - Ella Fitzgerald



 

Escola de Balé Bolshoi, Moscou
Bolshoi Ballet School, Moscow
Cornell Capa


1918-2008

 

Midget Bot
Punit Joshi




Curta de animação.
***
Animation short.

 

Jenny Scheinman in Beijing



 

Através do Fogo e Chamas
Through the Fire and Flames
Mad World Animation




 

História do Jazz
Jazz History
Symphony In Black
Duke Ellington






Com Billie Holiday.
***
With Billie Holiday.




 

Poemas 320
Poems 320


Nuevo Día

Claudio Rodríguez

Después de tantos días sin camino y sin casa
y sin dolor siquiera y las campanas solas
y el viento oscuro como el del recuerdo
llega el de hoy.

Cuando ayer el aliento era misterio
y la mirada seca, sin resina,
buscaba un resplandor definitivo,
llega tan delicada y tan sencilla,
tan serena de nueva leva dura
esta mañana ...

Es la sorpresa de la claridad,
la inocencia de la contemplación,
el secreto que abre con moldura y asombro
la primera nevada y la primera lluvia
lavando el avellano y el olivo
ya muy cerca del mar.

lnvisible quietud. Brisa oreando
la melodía que ya no esperaba.
Es la iluminación de
la alegría
con el silencio que no tiene tiempo.

Grave placer el de la soledad.
Y no mires al mar porque todo lo sabe
cuando llega la hora
adonde nunca llega el pensamiento
pero sí el mar del alma,
pero sí este momento del aire entre mis manos,
de esta paz que me espera
cuando llega la hora
— dos horas antes de la medianoche —
del tercer oleaje, que es el mío.
***
Novo Dia
(Tradução de Antonio Miranda)

Depois de tantos dias sem caminho e sem casa
e mesmo sem dor e as campanas sozinhas
e o vento escuro como o da lembrança
chega o de hoje.

Quando ontem o fôlego era mistério
e a mirada seca, sem resina,
buscava um resplendor definitivo,
chega tão delicada e tão simples,
tão serena de nova levadura
esta manhã...

É a surpresa da claridade,
a inocência da contemplação,
o segredo que abre com moldura e assombro
a primeira nevada e a primeira chuva
levando a aveleira e a oliveira
já bem perto do mar.

Invisível quietude. Brisa arejando
a melodia que não mais se esperava.
É a claridade da alegria
com o silêncio que não tem tempo.

Grave prazer o da soledade.
E não fites o mar porque ele sabe tudo
quando chega a hora
onde nunca chega o pensamento
mas se o mar da alma,
mas se este momento do ar entre minhas mãos,
desta paz que me espera
quando chega a hora
— duas horas antes de meia-noite –
da terceira marulhada
que é a minha.

23.5.08

 

Trilha do Dia
Soundtrack of the Day
Amazing Grace (instrumental)
David James



 

O Estupro de Proserpina
The Rape of Proserpina
Gianlorenzo Bernini
1621-1622



 

Mentes Quietas
Quiet Minds
Miksang
Photography




Em inglês, sem legendas.
***
In English, no subtitles.

 

Ave Maria
Kathleen Battle



 

Will I?
Ian Van Dahl




Curta de animação.
***
Animation short.

 

História do Jazz
Jazz History
Mack the Knife
Louis Armstrong



 

Poemas 319
Poems 319


Minha Vida

Gilberto Amado

Vai minha vida nas asas do perigo.

Minha vida profusa, diferente,
Com o seu povo de surpresas
Com os seus guias de sempre,
O Imprevisto e o Extraordinário.
Alegre mas arfante, sadia mas fantástica.
Minha vida, que desenho curioso,
Aberta ao arrepio da corrente,
Em abruptas arestas de contrastes!
Longe da estrada comum onde mora o Possível,
E onde o Fácil brinca triunfante com o Normal.
E sobretudo longe do vale da Paz!

O Imprevisto, o Extraordinário,
Esses filhos ricos do Destino,
A tomaram consigo e a arrebataram
No seu louco saltar e nas suas correrias
Para um mundo de abismos.
Viver é seguir, continuar, geometria plana, linha reta.
Eu ao contrário me puseram num espaço de turbilhão,
Num sistema de prismas e de polígonos,
Num esquema de relâmpagos.
Cada minuto, cada ponto, na linha da minha existência
Pode ser um milagre ou um desastre, uma estrela
ou um precipício.
Não será o ponto que deve ser, direito, no seu lugar,
Não será o minuto cotidiano do relógio,
O minuto que eu quisera . . .É um minuto de túmidos relevos,
Ou de côncavos rebojos.
Ou erguido demais
Ou cavado bem fundo.
Ora réstia de lâmpadas divinas,
Ora hálito de pântanos imundos.

Ó minuto, eu quero parar.
Amigos meus, e meus algozes-
Imprevisto, Extraordinário...
Quero silêncio, quero norma.
Deixai-me construir a minha casa
À beira do rio Regular,
Na rua do Relativo,
Na vizinhança do Conforme,
Sobretudo à sombra da árvore plausível "do que se espera".

20.5.08

 

Trilha do Dia
Soundtrack of the Day
Don't Let The World Pass You By
Jean Luc Ponty



 

Nancy
Emmet Gowin
1965



 

1958 Jazz Party
Stuff Smith



 

Lady Be Good
Regina Carter



 

Vanucci
Um Clássico




Em português, sem legendas.
***
In Portuguese, no subtitles.

 

História do Blues
Blues History
I Will Turn Your Money Green
Furry Lewis



 

Poemas 318
Poems 318


In the Black Forest

Amy Levy

I lay beneath the pine trees,
And looked aloft, where, through
The dusky, clustered tree-tops,
Gleamed rent, gay rifts of blue.

I shut my eyes, and a fancy
Fluttered my sense around:
"I lie here dead and buried,
And this is churchyard ground.

"I am at rest for ever;
Ended the stress and strife.
"Straight I fell to and sorrowed
For the pitiful past life.

Right wronged, and knowledge wasted;
Wise labour spurned for ease;
The sloth and the sin and the failure;
Did I grow sad for these?

They had made me sad so often;
Not now they made me sad;
My heart was full of sorrow
For joy it never had.


19.5.08

 

Trilha do Dia
Soundtrack of the Day
Body & Soul
Stephane Grappelli



 

Homem em uma Cadeira
Man in a Chair
Lucien Freud
1983-1985



 

Filmes Mais Famosos
Most Famous Filmes
Bette Davis



 

Gerhardt
A photographic Journey



 

William Waack e Zelda "Mer..."




Em Português, sem legendas.
***
In Portuguese, no subtitles

 

História do Blues
Blues History
Get Along Rider
Eric Sardinas



 

Poemas 317
Poems 317


La Ciudad de la Muerte

Calos Ernesto García

Recorre la mirada un vasto territorio
hasta dar con el río Jordán.

No resulta difícil ver al anciano Moisés
vagando perdido durante cuarenta años
con todo un pueblo a sus espaldas.
Descalzos sobre la tierra roja.
La que lleva a los nabateos.
El lugar donde habita la tribu de Nébáyót.
La ciudad de los muertos: Petra.

Siento la presencia
de los cadáveres corrompiéndose
en lo alto de las montañas
que rodean la explanada.

Cuerpos amortajados dentro de cuevas
que los siglos se encargaron de convertir
en hogares de humildes comerciantes
que ahora venden alfombras
tejidas por las manos de sus antepasados.

***
A Cidade da Morte
(Tradução de Antonio Miranda)

Percorre a mirada um vasto território
até dar com o rio Jordão.

Não resulta difícil ver o ancião Moisés
vagando perdido durante quarenta anos
com todo um povo atrás de si.
Descalços sobre a terra vermelha.
A que leva aos nabateus.
O lugar onde habita a tribo de Nébáyót.
A cidade dos mortos: Petra.

Sinto a presença
dos cadáveres desintegrando-se
no alto das montanhas
que rodeiam a esplanada.

Corpos amortalhados dentro das covas
que os séculos se encarregaram de transformar
em lares de humildes comerciantes
que agora vendem tapetes
tecidos pelas mãos de seus antepassados.

17.5.08

 

Trilha do Dia
Soundtrack of the Day
Xodó
Oludum



 

Meia-Noite - Balzac de Rodin
Midnight - Rodin's Balzac
Edward Steichen
1908



 

CQC
Repórter Inexperiente com
Marcelinho Carioca


 

Rita Hayworth



 

Intervalo Comercial
Commercial Break




 

História do Blues
Blues History
Born and Livin' With The Blues
Brownie McGhee



 

Poemas 316
Poems 316


Voz Íntima
Amadeu Amaral


Fecha-te, sofredor, na alva túnica ondeante

Dos sonhos! E caminha, e prossegue, embebido,
Muito embora, na dor de um fiei celebrante
De um estranho ritual desdenhado e esquecido!

Deixa ressoar em torno o bárbaro alarido,
Deixa que voe o pó da terra em torno... Adiante!
Vai tu só, calmo e bom, calmo e triste, envolvido
Nessa túnica ideal de sonhos, alvejante.

Sê, nesta escuridão do mundo, o paradigma
De um desolado espectro, uma sombra, um enigma,
Perpassando sem ruído a caminho do Além.

E só deixes na terra uma reminiscência:
A de alguém que assistiu à luta da existência,
Triste e só, sem fazer nenhum mal a ninguém.

16.5.08

 

Trilha do Dia
Soundtrack of the Day
Stormy Weather
Glenn Miller



 

Estudo do Retrato do
Papa Inocêncio X de Velazquez
Study of Velazquez's Portrait
of Pope Innocent X
Francis Bacon



 

CQC
Tas entrevista Ronaldo




Em português, sem legendas.
***
In Portuguese, no subtitles.

 

Claudia Cardinale



 

CQC
Ciro Gomes




Em português, sem legendas.
***
In Portuguese, no subtitles.

 

História do Blues
Blues History
Walking on Sunset
John Mayall



 

Poemas 315
Poems 315


Meru
William Butler Yeats


Civilization is hooped together, brought
Under a rule, under the semblance of peace
By manifold illusion; but man’s life is thought,
And he, despite his terror, cannot cease
Ravening through century after century,
Ravening, raging, and uprooting that he may come
Into the desolation of reality:
Egypt and Greece good-bye, and good-bye, Rome!
Hermits upon Mount Meru or Everest
Caverned in night under the drifted snow,
Or where that snow and winter’s dreadful blast
Beat down upon their naked bodies, know
That day brings round the night, that before dawn
His glory and his monuments are gone.

15.5.08

 

Trilha do Dia
Soundtrack of the Day
Happy Easter
Irving Berlin



 

The Bolt
Le Verrou
Fragonard
c. 1778



 

Ava Gardner



 

Mestres da Fotografia
Masters of Photography
Ralf Uicker




 

I Robot Funeral




Curta metragem.
***
Short film.

 

História do Blues
Blues History
Poor Black Mattie
R. L. Burnside



 

Poemas 314
Poems 314


Fábrica Abandonada

Antonio Jiménez Millán

I

Como una nube estraña
o un reguero de humo
se graba en la memoria su figura.

Muros disueltos,
engranajes y cables oxidados,
el viento entre ventanas al vacío:
ya es sombra sobre sombra,
lugar de mirada
inmóvil, sin reflejos.
Nadie pasa.
Así se impone el tiempo,
así el azar
nos devuelve una lámina olvidada
en un libro de historia natural,
y es la sorpresa de reconocer
ese lento desguace inadvertido
que siempre nos acecha, que nos deja
inermes, vagamente amenazados
por los años y el uso.

II

Vidrios sucios, enigmas.
Alguna vez
hubo un eco de voces en las naves,
horarios fijos,
usuras acordadas. Su imagen restituye
otra forma de ausencia:
no sólo el perfil de un paisaje dividido
sino el presente en fuga,
un hálito de ruina sobre objetos cercanos
y emblemas que desaparecen.
Les alcanzan
los signos exteriores de un invierno
que no respeta límites ni nombres,
que dura más allá de su extinción
aparente.
Hay en las galerías
un ruido imperceptible de hojas secas.

***
Fábrica Abandonada
(Tradução de Antonio Miranda)

I

Como nuvem estranha
ou um regueiro de vapor
gravamos na memória sua figura.

Muros dissolvidos,
engrenagens e cabos oxidados,
o vento entre ventanas no vazio:
já é sombra ,
lugar da mirada
imóvel, sem reflexos.
Ninguém passa.
Assim se impõe o tempo,
assim o azar
nos devolve uma lâmina esquecida
em um livro de história natural,
e é a surpresa de reconhecer
esse lento despedaçamento inadvertido
que sempre nos espreita, que nos deixa
inermes, vagamente ameaçados
pelos anos e o uso.

II

Vidros sujos, enigmas.
Alguma vez
houve um eco de vozes nas naves,
horários fixos,
usuras acordadas. Sua imagem restitui
outra forma de ausência:
não somente o perfil da paisagem dividida
também o presente em fuga,
um hálito de ruína sobre objetos próximos
e emblemas que desaparecem.
Alcançados
pelos signos exteriores de um inverno
que não respeita limites nem nomes,
que dura mais além de sua extinção
aparente.
Há nas galerias
um ruído imperceptível de folhas secas.

14.5.08

 

Trilha do Dia
Soundtrack of the Day
Undertango
Astor Piazzola



 

Porto
Harbor
Robert Rauschemberg
1955



1925-2008


 

600
James Z. Feng




Curta chinês.
Em chinês e inglês, com legendas bem pequenas.
***
Chinese short.
In Chinese and English, with very small subtitles

 

Natalie Wood




A mulher com olhos de alcova.
***
The woman with bedroom eyes.

 

Pa Bailar
Bajofondo



 

História do Blues
Blues History
Rock Me
Big Mama Thornton



 

Poemas 313
Poems 313


Lamento das Coisas

Augusto dos Anjos

Triste, a escutar, pancada por pancada,

A sucessividade dos segundos,
Ouço, em sons subterrâneos, do Orbe oriundos
O choro da Energia abandonada!

É a dor da Força desaproveitada —
O cantochão dos dínamos profundos,
Que, podendo mover milhões de mundos,
Jazem ainda na estática do Nada!

É o coluço da formar ainda imprecisa...
Da transcendência que se não realiza...
Da luz que não chegou a ser lampejo...

E é em suma, o subconsciente ai formidando
Da natureza que parou, chorando,
No rudimentalismo do Desejo!

13.5.08

 

Trilha do Dia
Soundtrack of the Day
Dance des Adolescentes
Pierre Boulez



 

Judith & Holofernes
Andrea Mantegna
c. 1495



 

Lampião




História.
Em português, sem legendas.
***
History.
In Portuguese, no subtitles.

 

Mestres da Fotografia
Masters of Photography
Tina Modotti




Música "Me Estoy Enamorando" (I'm Falling In Love) com Alejandro Fernandez.
***
Music "Me Estoy Enamorando" (I'm Falling In Love) by Alejandro Fernandez.

 

Jeanne Moreau



 

História do Blues
Blues History
Big Walter Horton



 

Poemas 312
Poems 312


The Cat And The Moon

William Butler Yeats

The cat went here and there
And the moon spun round like a top,
And the nearest kin of the moon,
The creeping cat, looked up.
Black Minnaloushe stared at the moon,
For, wander and wail as he would,
The pure cold light in the sky
Troubled his animal blood.
Minnaloushe runs in the grass
Lifting his delicate feet.
Do you dance, Minnaloushe, do you dance?
When two close kindred meet.
What better than call a dance?
Maybe the moon may learn,
Tired of that courtly fashion,
A new dance turn.
Minnaloushe creeps through the grass
From moonlit place to place,
The sacred moon overhead
Has taken a new phase.
Does Minnaloushe know that his pupils
Will pass from change to change,
And that from round to crescent,
From crescent to round they range?
Minnaloushe creeps through the grass
Alone, important and wise,
And lifts to the changing moon
His changing eyes.


12.5.08

 

Trilha do Dia
Soundtrack of the Day
The Romantic Guitar
Andres Segovia



 

Gourma-Rharous
Sebastião Salgado
Mali, 1985



 

The MLF Lullaby
Tom Lehrer




Sleep, baby, sleep, in peace may you slumber,
No danger lurks, your sleep to encumber,
We've got the missiles, peace to determine,
And one of the fingers on the button will be German.

Why shouldn't they have nuclear warheads?
England says no, but they are all soreheads.
I say a bygone should be a bygone,
Let's make peace the way we did in Stanleyville and Saigon.

Once all the Germans were warlike and mean,
But that couldn't happen again.
We taught them a lesson in nineteen eighteen,
And they've hardly bothered us since then.

So sleep well, my darling, the sandman can linger,
We know our buddies won't give us the finger.
Heil--hail--the Wehrmacht, I mean the Bundeswehr,
Hail to our loyal ally!
MLF
Will scare Brezhnev,
I hope he is half as scared as I.

 

Espelho
Mirror



 

Brigitte Bardot



 

História do Blues
Blues History
Southern Can Is Mine
Blind Willie McTell




Apenas como trilha sonora do filme Inimigo Público com James Cagney.
Com legendas em inglês.
***
Only as the soundtrack of the film Public Enemy with James Cagney.
With English subtitles.

 

Poemas 311
Poems 311


Contradanzas

Adolfo Montejo Navas

I
Qué lejos va quedando el sueño de ser leve.
Ay cuerpo libérrimo, cómo nombras todo lo0 que tocas.

II
Los ojos de mis ojos dónde están. Si el paisaje
cambió, qué mirada es ésta que aún sostengo.

III
(Magritte)
La utilidad de la mirada cambia lo que sucede por lo que no.
¿Pasar de un lado a otro será suficiente universo?

IV
Los ojos en los ojos ya no son los mismos. Escritos contra un espejo
se matan a sí mismos un poco o se traicionan suavemente.

***
Contradanças
(Tradução do autor)

I
Quão longe vai ficando o sonho de ser leve.
Ah corpo libérrimo, como nomeias tudo o que tocas.

II
Os olhos de meus olhos onde estão? Se a paisagem
mudou, que olhar é este que ainda mantenho.

III
(Magritte)
A utilidade do olhar troca o que acontece pelo que não.
Passar de um lado a outro será suficiente universo?

IV
Os olhos nos olhos já não são os mesmos. Escritos contra um espelho,
matam-se a si mesmos um pouco mais ou se traem suavemente.

11.5.08

 

Trilha do Dia
Soundtrack of the Day
The Spider and The Fly
Fats Waller



 

Uma Jovem Lebre
A Young Hare
Albrecht Dürer
1502



 

Pin-Up Girls



 

Mestres da Fotografia
Masters of Photography
Arthur Fellig - Weegee




Música "Sentimental Journey" com Doris Day.
***
Music "Sentimental Journey" by Doris Day.

 

Sapateado de Ann Miller
Ann Miller Tap Number



 

História do Blues
Blues History
Somebody Loan Me A Dime
Fenton Robinson



 

Poemas 311
Poems 311


Balada das Dez Bailarinas do Cassino

Cecília Meireles

Dez bailarinas deslizam
por um chão de espelho.
Têm corpos egípcios com placas douradas,
pálpebras azuis e dedos vermelhos.
Levantam véus brancos, de ingênuos aromas,
e dobram amarelos joelhos.

Andam as dez bailarinas
sem voz, em redor das mesas.
Há mãos sobre facas, dentes sobre flores
e com os charutos toldam as luzes acesas.
Entre a música e a dança escorre
uma sedosa escada de vileza.

As dez bailarinas avançam
como gafanhotos perdidos.
Avançam, recuam, na sala compacta,
empurrando olhares e arranhando o ruído.
Tão nuas se sentem que já vão cobertas
de imaginários, chorosos vestidos.

A dez bailarinas escondem
nos cílios verdes as pupilas.
Em seus quadris fosforescentes,
passa uma faixa de morte tranqüila.
Como quem leva para a terra um filho morto,
levam seu próprio corpo, que baila e cintila.

Os homens gordos olham com um tédio enorme
as dez bailarinas tão frias.
Pobres serpentes sem luxúria,
que são crianças, durante o dia.
Dez anjos anêmicos, de axilas profundas,
embalsamados de melancolia.

Vão perpassando como dez múmias,
as bailarinas fatigadas.
Ramo de nardos inclinando flores
azuis, brancas, verdes, douradas.
Dez mães chorariam, se vissem
as bailarinas de mãos dadas.


10.5.08

 

Trilha do Dia
Soundtrack of the Day
Konzert Für Orchester
Béla Bartók



 

Mutação Simbólica
Symbolic Mutation
Jerry Uelsmann
1961



 

Gatos
Cats



 

Amazing Grace em/in Cherokee
Walela



 

Levitação
Levitation
Obaku




Em inglês, sem legendas.
***
In English, no subtitles.

 

História do Blues
Blues History
Woke Up Dreaming
Joe Bonamassa



 

Poemas 310
Poems 310


I Know Why The Caged Bird Sings

Maya Angelou

A free bird leaps on the back
Of the wind and floats downstream
Till the current ends and dips his wing
In the orange suns rays
And dares to claim the sky.

But a BIRD that stalks down his narrow cage
Can seldom see through his bars of rage
His wings are clipped and his feet are tied
So he opens his throat to sing.

The caged bird sings with a fearful trill
Of things unknown but longed for still
And his tune is heard on the distant hill for
The caged bird sings of freedom.

The free bird thinks of another breeze
And the trade winds soft through
The sighing trees
And the fat worms waiting on a dawn-bright
Lawn and he names the sky his own.

But a caged BIRD stands on the grave of dreams
His shadow shouts on a nightmare scream
His wings are clipped and his feet are tied
So he opens his throat to sing.

The caged bird sings with
A fearful trill of things unknown
But longed for still and his
Tune is heard on the distant hill
For the caged bird sings of freedom.


9.5.08

 

Trilha do Dia
Soundtrack of the Day
Seems Like Old Times
Guy Lombardo



 

O Vilarejo de Becquigny
The Village of Becquigny
Theodore Rousseau
c. 1857-64



 

Lampião de Gás
Inezita Barroso &
Agnaldo Timóteo



 

Mestres da Fotografia
Masters of Photography
Manuel Álvarez Bravo




Música "Para Toda La Vida" (For All My Life) com Rocio Dúrcal.
***
Music "Para Toda La Vida (For All My Life) by Rocio Dúrcal.

 

Fantasma na Fita
Ghost in the Picture
French Toast




Animação.
***
Animation.

 

História do Blues
Blues History
Up Above My Head
Sister Rosetta Tharpe




Acoustic.
***
Acústico.

 

Poemas 309
Poems 309


Ojos, Que Dais La Luz Al Firmamento

Juan De La Cueva

Ojos, que dais la luz al firmamento
y el fuego al alma mía, sed piadosos;
dejad la ira, y sed (pues sois gloriosos)
menos crueles al dolor que siento.

Dentro en mi pecho Amor os dio el asiento,
y dentro arden mis fuegos, rigurosos
de veros que sois blandos y amorosos
y tan sin piedad a mi tormento.

Bien conocéis de mi que por vos muero,
y por vos vivo, y sólo a vos os amo,
ojos, que sois los ojos de mi alma,

por quien la vida en tanta muerte espero,
y en las tristes querellas que derramo,
mi bien, descanso, gloria, premio y palma.

***
Olhos, Que Dais A Luz Ao Firmamento
(Tradução de Anderson Braga Horta)

Olhos, que dais a luz ao firmamento
e à minha alma o calor, sede piedosos;
deixai a ira, e sede (sois gloriosos)
menos cruéis com o meu padecimento.

Dentro em meu peito Amor vos deu assento,
e ardem os meus incêndios, rigorosos
de ver quanto sois brandos e amorosos,
mas sem piedade para o meu tormento.

Bem conheceis de mim que por vós ardo
e morro, e por vós vivo, e a vós só amo,
olhos, que sois os olhos de minha alma,

por quem a vida em tanta morte aguardo,
e, nas tristes querelas que derramo,
meu bem, descanso, glória, prêmio e palma.

8.5.08

 

Trilha do Dia
Soundtrack of the Day
I Like Jersey Best
John Pizzarelli, Jr.



 

O Edifício Flatiron, NY
The Flatiron, NY
Edward Steichen
1905



 

Padre Voador
Flying Priest




Em inglês, sem legendas.
***
In English, no subtitles.



 

Esculturas no Gelo
Ice Sculptures




Com letreiros em inglês.
***
With letterings in English.

 

Memória
Memory
Wubu




Anime criado no japão em 1964.
Em japonês com legendas em inglês.
***
Anime created in Japan in 1964.
In Japanese with English subtitles.

 

História do Blues
Blues History
Baby Please Don't Go (Compilation)
Big Joe Williams



 

Poemas 308
Poems 308


Inscrição Para Uma Lareira

Mario Quintana

A vida é um incêndio: nela
dançamos, salamandras mágicas.
Que importa restarem cinzas
se a chama foi bela e alta?
Em meio aos toros que desabam,
cantemos a canção das chamas!

Cantemos a canção da vida,
na própria luz consumida...

7.5.08

 

Trilha do Dia
Soundtrack of the Day
Body & Soul
Charles Mingus



 

Sem Título
Untitled
Keith Haring
1982



 

Rainha do Gelo
Ice Queen




Em inglês, sem legendas.
***
In English, no subtitles.

 

Mestres da Fotografia
Masters of Photography
Gordon Parks




Música "Travelin' Light" com Queen Latifah.
***
Music "Travelin' Light" by Queen Latifah.

 

Persista
Persist
Lucy Dyson




All India Radio.

 

História do Blues
Blues History
Sleepy John Estes



 

Poemas 307
Poems 307


Where the Sidewalk Ends

Shel Silverstein

There is a place where the sidewalk ends
And before the street begins,
And there the grass grows soft and white,
And there the sun burns crimson bright,
And there the moon-bird rests from his flight
To cool in the peppermint wind.

Let us leave this place where the smoke blows black
And the dark street winds and bends.
Past the pits where the asphalt flowers grow
We shall walk with a walk that is measured and slow,
And watch where the chalk-white arrows go
To the place where the sidewalk ends.

Yes we'll walk with a walk that is measured and slow,
And we'll go where the chalk-white arrows go,
For the children, they mark, and the children, they know
The place where the sidewalk ends.


6.5.08

 

Trilha do Dia
Soundtrack of the Day
My Favourite Things
John Coltrane



 

Máquina de Escrever
Typewriter
Tina Modotti
1928



 

Home
Chris Randall




Em inglês, sem legendas.
***
In English, no subtitles.

 

Choque Escrito
Written Shock
LOC




Em inglês, sem tradução.
***
In English, no translation.

 

Puss Gets the Boot




Tom & Jerry.
Em inglês, sem legendas.
1940.

***
Tom & Jerry.
In English, no subtitles.
1940.

 

História do Blues
Blues History
The Queen And The Soldier
Suzanne Vega



 

Poemas 306
Poems 306


De Otro Modo

Federico García Lorca

La hoguera pone al campo de la tarde
unas astas de ciervo enfurecido.
Todo el valle se tiende. Por sus lomos,
caracolea el vientecillo.

El aire cristaliza bajo el humo.
- ojo de gato triste y amarillo-.
Yo, en mis ojos, paso por las ramas.
Las ramas se pasean por el río.

Llegan mis cosas esenciales.
Son estribillos de estribillos.
Entre los juncos y la baja tarde,
¡qué raro que me llame Federico!

***
De Outra Maneira
(Tradução de Antonio Miranda)

A fogueira expõe no campo da tarde
umas lanças de cervo enfurecido.
Todo o vale se estende. Por seus lombos,
caracoleia o vento suave.

O ar cristaliza sob a névoa.
- olho de gato triste e amarelo-.
Eu, em meus olhos, passo pelos ramos.
Os amos passeiam pelo rio.

Chegam minhas coisas essenciais.
São estribilhos de estribilhos.
Entre os juncos e a baixa tarde,
que estranho que me chame Federico
!

5.5.08

 

Trilha do Dia
Soundtrack of the Day
Ugly Beauty
Wynton Marsalis



 

A Menina Cega
The Blind Girl
John Millais
1856



 

Empty
Nie




Em chinês, sem legendas.
***
In Chinese, no subtitles.

 

Mestres da Fotografia
Masters of Photography
Cecil Beaton




Música "The Rain in Spain" com Mantovani (trilha de My Fair Lady).
***
Music "The Rain in Spain" by Mantovani (soundtrack from My Fair Lady).

 

Black Elk Speaks 2
Mitakuye Oyasin
(We Are All Relations)




Em inglês, sem legendas.
***
In English, no subtitles.


 

História do Blues
Blues History
Smells Like Teen Spirits
The Bad Plus



 

Poemas 305
Poems 305


I

(Rua dos Cataventos)
Mario Quintana

Escrevo diante da janela aberta.
Minha caneta é cor das venezianas:
Verde!... E que leves, lindas filigranas
Desenha o sol na página deserta!

Não sei que paisagista doidivanas
Mistura os tons... acerta... desacerta...
Sempre em busca de nova descoberta,
Vai colorindo as horas quotidianas...

Jogos da luz dançando na folhagem!
Do que eu ia escrever até me esqueço...
Pra que pensar? Também sou da paisagem...

Vago, solúvel no ar, fico sonhando...
E me transmuto... iriso-me... estremeço...
Nos leves dedos que me vão pintando.

3.5.08

 

Trilha do Dia
Soundtrack of the Day
Hot and Heavy
Herbie Hancock



 

Apanhador de Algodão Migrante
Migratory Cotton Picker
Dorothea Lange
1940



 

Intervalo Comercial
Commercial Break




 

Jim Morrison
1964




Primeira aparição em vídeo, não como músico.
Em inglês, sem legendas.
***
First video appearance, not as a musician.
In English, no subtitles.

 

Black Elk Speaks 1
Mitakuye Oyasin
(We Are All Relations)




Em inglês, sem legendas.
***
In English, no subtitles.

 

História do Blues
Blues History
Summertime
Dianne Reeves



 

Poemas 304
Poems 304


A Note On Wyatt

Kingsley Amis

See her come bearing down, a tidy craft!
Gaily her topsails bulge, her sidelights burn!
There's jigging in her rigging fore and aft,
And beauty's self, not name, limned on her stern.

See at her head the Jolly Roger flutters!
"God, is she fully manned? If she's one short..."
Cadet, bargee, longshoreman, shellback mutters;
Drowned is reason that should me comfort.

But habit, like a cork, rides the dark flood,
And, like a cork, keeps her in walls of glass;
Faint legacies of brine tingle my blood,
The tide-wind's fading echoes, as I pass.

Now, jolly ship, sign on a jolly crew:
God bless you, dear, and all who sail in you.


2.5.08

 

Trilha do Dia
Soundtrack of the Day
Arabesque No. 1
Claude Debussy



 

Estudo de um Homem Lendo
Study of a Man Reading
George Caleb Bingham
c. 1844-49



 

Intervalo Comercial
Commercial Break




Esquisito.
***
Weird.


 

Mestres da Fotografia
Masters of Photography
Ted Croner




Música "I Could Have Danced All Night" com Jamie Cullum.
***
Music "I Could Have Danced All Night" by Jamie Cullum.

This page is powered by Blogger. Isn't yours?