24.12.06

 

Braguinha

Morreu Braguinha

Morreu Braguinha.
Uma boa e bela parte de nós se vai com ele.
Vai-se muita alegria, muita felicidade, muito da música (aparentemente) fácil, espontânea, com que nos brindou e nos deu identidade.
Rima rica, coração imenso.
Ai, Braguinha, o que será de nós?
Poeta, poeta, estamos órfãos!
Obrigado, poeta, obrigado, voz do seu povo, obrigado pelas inesquecíveis marchinhas, pela vossa obra, pelo Carnaval, obrigado por nos fazer 'Brasileiros' com letra maiúscula, pequena figura de gigante por qualquer definição.
Adeus Braguinha, coração constrangido, alma apequenada, tristeza sem fim no nosso coração coletivo.
Deus te abençoe e guarde.
E nos guie... Para todo o sempre com sua alma abençoada.
Amém.
(Publicado na Folha de S.Paulo 25/12/2006)
***
Braguinha is dead.
A good and beautiful part of us goes with him.
Gone is a lot of joy, a lot of happiness, a lot of the (apparently) easy music, spontaneous, with which you rewarded us and gave us identity.
Rich rhyme and heart immense.
Oh, Braguinha, what will be of us?
Poet, poet, we are orphan!
Thank you, poet, thank you, voice of your people, thank you for the unforgettable songs, for your work, for the Carnival, thank you for making us 'Brazilians' with capital letters, small figure of a giant by any definition.
Farewell Braguinha, the heart constrained, the soul diminished, endless sadness in our collective heart.
God bless and guard you.
And guide us... For ever and ever with your blessed soul.
Amen.

Comments: Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link



<< Home

This page is powered by Blogger. Isn't yours?