24.1.09

 

O Dia Em Que O Rei David Desligou O Bar
Sergio Pinheiro Lopes


Rei David.
Eu o chamo assim porque, à maneira de um bom rei, que tudo sabe do seu reino, o David conhece tudo e a todos neste bairro. Qualquer coisa que uma pessoa necessite, de um bom mecânico para um carro importado, passando por um excelente tapeceiro, até o pedreiro perfeito para fazer aquele conserto necessário na casa de alguém; para todos os problemas ele invariavelmente recomenda o profissional perfeito.
O bar que freqüentamos tem uma quota desproporcional de pessoas de personalidade, se comparado com outros bares de esquina. Apelidos todos têm. Nem todos dados por mim e nem todos adotados pelos demais, mas os adotei para meu consumo pessoal, para chamá-los de acordo com sua personalidade.
Há o Alair, que chamo de Alá, meu bom Alá, o acima mencionado Rei David, o Comandante Cleber, o Capitán, Master Berger, o Conde Frescobaldi, o Sagüi e, até eu mesmo, às vezes chamado de Argentino, por conta de umas viagens ao país vizinho, ou de Frango de Macumba, apelido este dado pelo Sagüi e, este sim, adotado por todos. Quando querem me cutucar, é claro.
Há também aquele a quem ninguém ousa dar apelido: Seu Tavares. Este o sábio inconteste do lugar. Homem de refinada educação e vida mais do que rica e interessante, é escutado e reverenciado por todos. Por ser dono de vasta cultura e ponderado em todos os assuntos, é autoridade indiscutível.
Mas de volta ao nosso Rei David.
Estávamos todos a conversar em um prosaico fim de tarde, quando o Rei David entra, vai direto para a caixa de força e, sem nenhuma palavra, desliga a chave geral.
Surpresa. Cala a TV, apagam-se as luzes e desligam-se as geladeiras.
Impassível, ele, munido de suas ferramentas, que esse é um eletricista de primeira, dirige-se para a parte de dentro do balcão e começa a consertar o display que mantém aquecidas as coxinhas, esfihas e os outros acepipes a disposição dos fregueses. Todo o processo não durou, talvez, mais do que dez minutos. Uma vez resolvido o problema, como não poderia deixar de ser, voltou à caixa de força e religou o bar.
Ninguém deu um piu, pois o Rei David é destes que quando vê uma coisa que precisa ser feita ou consertada, não adia, vai, resolve e pronto.
Taí. Depois desse dia passei a prestar mais atenção no personagem. Além da excelência no que faz, e de conhecer e indicar todos os que são os melhores em seus campos de atuação, o Rei David entende de muitas coisas. Não é incomum vê-lo dar uma opinião abalizada sobre os mais diferentes assuntos. É um homem modesto que não se dá ares, mas é pessoa atenta, de bom coração, sempre solidária e de finíssima inteligência.
Como deveriam ser os reis.

Comments: Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link



<< Home

This page is powered by Blogger. Isn't yours?