17.1.10

 

Joaquim Nabuco


"A escravidão permanecerá por muito tempo como a característica nacional do Brasil. Ela espalhou por nossas vastas solidões uma grande suavidade; seu contato foi a primeira forma que recebeu a natureza virgem do país, e foi a que ela guardou; ela povoou-o como se fosse uma religião natural e viva, com seus mitos, suas legendas, seus encantamentos; insuflou-lhe sua alma infantil, suas tristezas sem pesar, suas lágrimas sem amargor, seu silêncio sem concentração, suas alegrias sem causa, sua felicidade sem dia seguinte... É ela o suspiro indefinível que exalam ao luar as nossas noites do norte."

Joaquim Nabuco

Texto citado em um CD do Caetano Veloso.

Lentamente nos descobrem a alma. Nossa falta de senso e excesso de sentidos são aos poucos vislumbradas por nossos poetas, desencavadas de nosso passado comum onde jaziam escondidas entre as linhas, entre os parágrafos de nossos cronistas. E são trazidas para ver a luz do dia, à luz dos olhos, para nos contemplar o rosto e dizer que pois existimos já há muito tempo.

Hoje se comemora o centenário da morte do grande Joaquim Aurélio Barreto Nabuco de Araújo.


Comments: Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link



<< Home

This page is powered by Blogger. Isn't yours?